quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

A locomotiva da minha vida!

Sentada vendo fotos lembrei do meu passado
Como se eu precisasse disso
Para lembrar oq meu coração
E minha mente nunca esquecerão.

Mais olhando minha vida capturada e imprimida
Notei quantas pessoas passarão por ela.
Algumas pelo breve tempo de um verão
Outras por um pouco mais
Algumas ate nem sairão ainda da minha vida
Dando a ela o colorido especial
De uma tela sempre mutável.

Pai,mãe,filho,avós,tios,primos,padrinhos,sobrinhos
Amigos,inimigos,amores,paixões e casos.
Todos contribuirão de alguma forma
Para ser oq eu sou hoje.
Ninguém passou sem ser notado
Sem deixar sua marca
Por menor q tenha sido.

Me tornei um vagão de trem
Que vai passando pelos trilhos da vida
E recebendo as pessoas.

Infelizmente algumas já embarcarão em outro trem
O trem que leva a outra dimensão,a outro plano.
Toda via seus lugares permanecem vazios
Apenas com seus nomes e recordações
Que a mim são tão caras.

Mais a cada um deles que se vai
O vazio aumenta
A saudade machuca.
Mais a locomotiva da vida
Me obriga a continuar nos trilhos.


Luana

Nenhum comentário:

Postar um comentário